quinta-feira, 21 de julho de 2011

A forte ligação entre irmãos gêmeos


eu devorando tudo sobre gêmeos!! e encantada com esse mundo mágico!
coisas importantes:

1º NENHUM, MAS NENHUM GÊMEO SUPORTA SER COMPARADO (100% dos relatos lidos afirmam)... irmãos gêmeos adoram ser gêmeo... mas dizem que sempre ouvem: NOSSA, COMO SÃO IGUAIS... mas fulaninha é mais isso que siclaninha (tbm acho isso um saco)...
o povo q nunca viu, nunca conviveu com minhas meninas e já vão soltando dessas tbm.,.. imagine como elas se irritarão com isso quando maiores??? vi casos de gêmea entrar em depressão por causa de tanta comparação!!!

2º a ligação entre gêmeos é fuderosa... unanime! sentem essa ligação os gêmenos identicos! se estão separados, um sente o que o outro sente, até dores... mas nao vi relatos desse tipo de coisa entre gêmeos fraternos.

3º a visão do espiritismo: irmãos gêmeos ESCOLHEM nascerem gêmeo um do outro! sao espiritos de ligação muito forte em outras encarnação (tipo mãe e filho) que por tanto amor resolvem nascer juntos, na mesma mãe, na mesma barriga, ao mesmo tempo e muitas vezes com o mesmo sexo... já os gêmeos siameses... dizem que são espiritos inimigos! Esgotadas inúmeras oportunidades (reencarnações), permanecendo eles inimigos e quase sempre contraindo mais débitos ainda, a Bondade de Deus aciona a Lei da Inexorabilidade (pedagogia da dor ... ), unindo-os de forma tão insólita e sofredora para que, pelo problema compartilhado, simultâneo, aprendam primeiro a conviver, depois a se tolerarem, a seguir, se perdoarem, e por fim, se amarem. PUTZ, QUE MERDA HEIM, ESSA PARADA DE SIAMESES??


*não sou espirita, mas achei bem interessante a visão dos espiritas diante da gemelaridade.

o que prova aqui em casa essa ligação... fazem coco no mesmo momento... se adoencem (fato raro aqui em casa) adoecem juntas, é evidente a falta que uma faz a outra!
fico imaginando as duas quando adolescentes! como vão se divertir né??? e se aborrecer tbm com a comparações.

7 comentários:

  1. Olá Mel, fico feliz que tenha deixado um comentário e assim ter podido visitar o seu. A questão de colocar nomes parecidos em gêmeos é uma das primeiras coisas mais importantes a se fazer para que os gêmeos tenham a possibilidade de crescerem como indivíduos separados e de terem a chance de fazerem suas escolhas. Como gêmea e psicóloga, que escreveu um livro sobre a formação da identidade em gêmeos univitelinos, isso é só o primeiro passo. Continue sendo firme, porque você ainda ouvirá muitas críticas por aí. Não dê bola. O que importa é o futuro emocional e psicológico de suas filhas. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi Mel, postei uma mensagem para você no meu blog sobre o que você escreveu. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Mel, adorei esse post. Também tenho gêmeos Univitelinos (Gestação unicoriônica, uniaminiótica). Também não sou espirita, mas gostei de saber que eles são espiritos de ligação muito forte. Engraçado é que eu os acho totalmente diferentes (fisicamente) e psicologicamente nem se fala, as personalidades são totalmente diferentes.É claro, eles são loiros, tem os olhos verdes, mas os detalhes físicos (sabe) são diferentes. Eles nasceram de 34 semanas - Miguel e Rafael. É raro sairem vestidos iguais, isso só acontece quando por acaso a babá escolhe as roupas, ela acha lindo! Hoje eles estão com 2 anos e 7 meses, já frequentam a escola e são uns amores. Meu primogênito chama-se Pedro e tem 4 anos 10 meses.

    ResponderExcluir
  4. Mel, obrigada pela visita lá no Mãe de Duas. somo duas mães de duas, né?
    Bjos
    Priscilla

    ResponderExcluir
  5. Hey! Eu tenho 17 anos e tenho uma irmã gêmea. Nós somos de placenta separada, mas nos parecemos muito. Até uns 4 anos de idade nós não nos separávamos e depois disso não podíamos sequer olhar uma na cara da outra que saíam brigas muito feias. Hoje em dia eu sinto que preciso da minha irmã e amo muito ela, mas ela não parece sentir o mesmo... Faz tudo pra ficar longe de mim e nunca diz coisas gentis... Eu sou dois minutos mais velha que ela, mas ela parece bem mais independente do que eu.
    Eu sempre fui a gêmea mais "cheinha" e ela a mais magrinha como todos faziam questão de comentar.. Há mais ou menos um ano e meio eu sofri de bulimia e me recuperei muito bem, graças à Deus ^^
    Enfim, talvez tenha sido tudo pelo que passamos ao longo dos nossos 17 anos, não foi pouca coisa e muito menos boas, mas nossa ligação se perdeu quase por completo. É triste e machuca muito, mas aprendemos a conviver com as diferenças que vieram com o tempo... As vezes só queria que voltássemos a ser como uma só.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tay, eu tenho um irmão gêmeo, e sei quão complexa é essa relação cheia de sentimentos e o turbilhão de coisas que acaba passando em nossas cabeças! No entanto, de uma coisa eu sei! Ou melhor!Uma coisa eu sinto, e essa coisa é amor, amor capaz de superar quaisquer mágoas! Eu e meu irmãos costumávamos brugar sempre, até que então fui entendo os defeitos dele que em muitos casos também são os meus, tomando consciência daquilo que nos unia fisicamente, e ao mesmo tempo que praticando o perdão buscando um auto-conhecimento profundo. Veja que somente através do amor incondicional, o amor por vontade, que gera gentilezas, preocupação com o próximo, o amor fraterno que gera ternura e compaixão é que podemos superar todos os entraves e barreiras que nos impedem de alcançar a paz interna e com aqueles ao nosso redor.
      Quando você se relacionar com ela, não a julgue, não trate mal, não se vingue pelos ressentimentos de tantos anos, há muito mais coisas em jogo que as cascas de nosso ego, esses conflitos vistos de longe são tão pequenos e pouco relevantes que comparado à uma vida inteira são apenas distração e perda de tempo. Trate ela com amor, amor incondicional, trate ela com atenção, entendendo que o comportamento ranzinza dela não deve ficar nunca acima do amor!
      Espero que isso possa ter suscitado em você um pouco de reflexão! Grande abraço e que os ventos da mãe terra soprem ao seu lado!

      Excluir